Você está conversando com alguém via WhatsApp ou Messenger, quando várias ações começam a ser executadas sem motivo e a pessoa do outro lado começa receber mensagens sem sentido. Ou então você está assistindo a um vídeo no YouTube quando seu celular trava e se desliga sozinho. Ou, até mesmo, o aparelho começa a esquentar tanto durante simples consulta ao Google Maps, que parece que vai explodir.

Existem algumas ações que demandam um grande esforço do smartphone, mas, em muitos casos, os problemas como estes listados acima podem ser derivados apenas do mau uso.

É difícil admitir que você não cuida do seu celular do jeito que deveria, mas, que tal começar agora? Segundo William Toshio, gerente de Produto em Mobilidade da Positivo Tecnologia, ainda que o desempenho varie de acordo com as configurações do hardware do aparelho, há várias medidas simples e de rotina que podem ser tomadas para garantir um melhor funcionamento dos smartphones.

“Muitas pessoas reclamam que, quando compraram o celular, ele era mais rápido e não travava, mas não levam em consideração a quantidade de aplicativos que estão instalados e o número de vídeos e fotos que ocupam a sua memória, por exemplo. Isso tudo afeta o seu aparelho”. Desapegar nem sempre é fácil, porém pode ser necessário!

A principal recomendação dele é que o usuário crie o hábito de fazer uma limpeza no aparelho e utilizá-lo conscientemente. “Nossos aparelhos são sempre pensados para executar multitarefas, com memória expansível, porém, algumas dicas são primordiais para que você tenha sempre um celular ágil e de funcionalidade eficiente”, orienta.

Veja quais são os principais procedimentos sugeridos por ele!

 

1. Tela inicial organizada

Widgets de previsão de tempo, blocos de notas, players de música, calendário com data e hora, isso sem falar das redes sociais mais básicas. É normal querer que tudo esteja bem à mão, mas a tela de início do seu celular é apenas uma porta de entrada, não precisa estar tudo logo ali.

Lembre-se que, quando desbloqueia a tela e inicia o uso do smartphone, tudo aquilo começa a ser executado, o que pode deixar seu telefone lento. Reflita sobre o que você realmente usa e sobre o que precisa estar ali e elimine o resto.

2. Desapega dos apps!

O app daquela loja que você visitou durante uma viagem dois anos atrás ainda está instalado no seu smartphone, que a gente sabe! O joguinho que você baixou para distrair a sua sobrinha algum dia no último verão, também. E, por aí vai. Quando vê, você tem uma dúzia de aplicativos ocupando espaço e memória, totalmente sem uso.

Separe um tempinho para fazer essa limpeza de aplicativos. Essa faxina vai liberar espaço de armazenamento e melhorar diretamente o desempenho, até porque muitos apps continuam sendo executados em segundo plano e, muitas vezes, você nem percebe.

Outra dica bastante útil é a de desinstalar os apps nativos do aparelho que você não usa. Muitos deles não podem ser desinstalados, mas podem ser desativados, o que já ajuda bastante.

3. Observe e monitore as tarefas em segundo plano

Tanto Android quanto iOS continuam executando algumas tarefas mesmo quando você está usando outro aplicativo. Localização, Bluetooth, 4G e similares são alguns exemplos de ações que seguem em andamento mesmo quando não solicitadas. Lembrar de desativá-las economiza desempenho, mas também bateria e dados móveis.

No Android, também é possível diminuir a frequência com que os aplicativos como e-mails ou mídia social carregam atualizações.

4. Mais armazenamento livre = paz

Você faz uma foto e seu smartphone devolve que “não há espaço em seu dispositivo para armazenar este tipo de arquivo”. Que chatice, não é? Acontece que isso eventualmente vai acontecer se você mantiver na galeria 100% das imagens de bom dia que recebe no grupo da família via WhatsApp e as 49 versões da mesma selfie na frente do espelho. Selecione, elimine as que não estiverem tão boas, exclua do aparelho o que não for necessário manter. Ou, mesmo que queira manter tudo guardado, uma opção é fazer backup dos arquivos na nuvem e eliminá-los do aparelho.

No caso do Android, fazer isso é bem simples, basta usar back up do próprio aparelho no Google Photos ou selecionar algum serviço similar, sincronizar com o computador e deletar as imagens do celular.

Outra forma de liberar espaço de armazenamento é limpar periodicamente o cache dos aplicativos, na parte de configurações do aparelho. Existem inclusive aplicativos de gerenciamento de espaço que ajudam a executar as duas tarefas, identificando arquivos que podem ser deletados.

5. Atualize o seu software

Muita gente compra o aparelho de celular e esquece que, como qualquer eletrônico, ele também precisa de manutenção. No caso dos smartphones, é preciso lembrar que eles possuem um sistema operacional e que os desenvolvedores se esforçam para trazer sempre novidades e aprimoramentos.

À medida que estes sistemas evoluem, as versões anteriores ficam desatualizadas, erros antigos continuam acontecendo e algumas aplicações até deixam de funcionar. Então certifique-se de que o seu sistema operacional esteja sempre atualizado para garantir um bom desempenho do aparelho. Isso também vale para os aplicativos.

 

 

Fonte: Tecmundo

Sobre a Webglobe
A Webglobe realiza a gestão da infraestrutura de tecnologia de empresas, alinhando a tecnologia com os negócios dos nossos clientes para gerar melhores resultados.

Nosso fluxo de trabalho é baseado em processos e nossa gestão é apoiada nas boas práticas de ITIL e COBIT, permitindo entregar serviços gerenciados de tecnologia com qualidade, segurança e previsão de investimentos.

Visite: webglobe.com.br